Veja todas as fotos da Casa da Praia clicando nas imagens

♥ ALOHA PARA TODOS ♥!!!!
Aloha significa muito mais do que "alô" e "adeus" ou "amor", significa compartilhar (alo) com alegria (oha) da energia da vida (ha) no presente (alo)”.

Destaque - Imóveis de altíssimo padrão à Venda no Condomínio Costa Verde Tabatinga

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Surf é MODA!!! Casa da Praia - Locação de Temporada/Vendas de imóveis de alto padrão no Condomínio Costa Verde Tabatinga - Litoral Norte SP.


Prancha Chanel!
 Ultrapassando as fronteiras das praias e chegando às passarelas (ou seria o contrário?), o surf ganha o posto de esporte (e estilo!) hype do verão 2011.
Para aqueles que são leigos no esporte, preparamos um dossiê fashion com tudo o que há de mais bacana sobre essa prática. Aproveite e entre (e vista-se) nessa onda!
. Nas passarelas
Proenza Schouler, Topshop Unique e Prada apostaram na tendência surfista nos desfiles de verão 2010. O feito se repetiu no Brasil com a Neon, Simone Nunes e Isabela Capeto que usaram neoprene em suas criações ou investiram nas estampas hibiscos ou levaram o clima havaiano para as passarelas.
. Modalidade quente
O chamado Stand up Paddle (SUP) é a modalidade sensação das praias brasileiras nesse verão. A prática é antiga no Havaí, mas nos últimos anos ganhou mais visibilidade e adeptos ao redor do mundo. O cantor norte-americano Zach Ashton já praticou e, em visita ao Brasil no último fim de semana (14 e 15.11), contou: “é completamente diferente do surf tradicional. Você não descansa, porque está em pé o tempo todo. A prancha também é diferente [bem maior e com remo]”. Boa parte das escolas de surf do litoral brasileiro já incluiu a modalidade na grade de aulas e o único pré-requisito para aprendê-la é saber nadar. Vale experimentar!
. Point no Brasil
Por aqui, as marolas (ou swell, como dizem os surfistas) são menores, o que prejudica a prática do surf em boa parte das praias. Algumas, entretanto, ficam ilesas e são destinos certos dos surfistas na temporada. Entre as boas apostas estão: Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha, o “Havaí brasileiro”, segundo o estilista Maxime Perelmuter; Joaquina, Praia Mole e Praia do Rosa, em Florianópolis; Itacaré, na Bahia; Itacoatiara ou Geribá, em Búzios; e Maresias, no litoral paulistano. O consultor de imagem da agência Africa, Ucho Carvalho, acrescenta a praia "Regência, no Espírito Santo, famosa pela formação de tubos".
. Point no mundo
Entre os mais procurados pelo surfistas fora do país nesse fim de ano, segundo a operadora de turismo Selections, estão Costa Rica, Bali e Austrália. Os pacotes de viagens com hospedagem de cinco noites e transporte aéreo saem por cerca de US$ 4.700 (R$ 8.130), por pessoa.
. Moda na areia
O calor brasileiro impede o uso de roupas de neoprene para surfar (elas esquentam muito!), então, o boardshort cypher (a bermuda de tactel) ainda é a vestimenta preferida dos garotos. Para as mulheres, shorts de tactel com blusa de lycra por cima do biquíni e t-shirt.
. Estampa do momento
Os ares vintage da Califórnia setentista aparecem nas estampas com desenhos de paisagens que tomam o lugar dos clássicos florais havaianos. Junto delas, estampas gráficas também são destaque em bermudas e camisetas para eles.
. Tá chegando
A Lightning Bolt, uma das principais marcas de surf mundial, criada em 1971 no Havaí, por Gerry Lopez e Jack Shipley, desembarca em solo nacional em janeiro de 2011. Destinada aos surfistas mais cool, a primeira coleção por aqui será a de inverno 2011 e terá peças masculinas com fabricação nacional e algumas importadas. As roupas serão vendidas nas principais surfshops do Brasil.
. Surf Couture
Já pensou em surfar com uma prancha Chanel? Acredite, é possível! A grife criou quatro modelos do acessório no início de 2010 que custam a bagatela de US$ 9 mil (quase R$ 20 mil). Além dela, Marc Jacobs e Proenza Schouler (em 2009) também fizeram as suas por US$ 3 mil (cerca de R$ 6 mil). As peças não estão à venda no Brasil e podem ser adquiridas apenas sob encomenda em algumas lojas das grifes nos Estados Unidos.
. Fashionistas surfistas
As tops Gisele Bündchen e Raquel Zimmermann, os modelos Erin Wasson e Francisco Gassen, os estilistas Narciso Rodriguez, Oskar Metsavaht, Maxime Perelmuter, Fred D'Orey e Lucy Góes; o fotógrafo Jacques Dekequer e o chic Ucho Carvalho.
. E o novo Kelly Slater é...
Kelly Slater! Mesmo os brasileiros Adriano Mineirinho e Jadson André estando em destaque no campeonato ASP World Tour, o norte-americano mostra-se (ainda) imbatível. No início de novembro, Kelly, aos 38 anos, conquistou seu décimo título mundial em grande estilo no Rip Curl Pro Search, em Porto Rico, e dedicou o prêmio ao companheiro e antigo rival Andy Irons, que faleceu no último dia 2 de novembro.
. Filme
Stoked and Broke, de Cyrus Sutton (um dos mais influentes nomes na cultura do surf mundial), foi lançado recentemente nos Estados Unidos e retrata a não tão gloriosa surf trip do próprio Cyrus, ao lado do também surfista Ryan Burch por San Diego, Califórnia - sem dinheiro algum no bolso! Ainda sem previsão para chegar ao Brasil (confira o trailer, em inglês, aqui). No cinema nacional, a comédia Muita Calma Nessa Hora, de Felipe Joffily, mostra várias cenas de surf realizadas em Búzios, no Rio de Janeiro. Estreou nos cinemas brasileiros no último dia 12 de novembro.
Entre os destaques da surf music atual, está o havaiano Jake Shimabukuro, um dos músicos preferidos de surfistas como Kelly Slater e Rob Machado, que ficou conhecido mundialmente por dominar, como poucos, a arte do Ukulele (tradicional guitarra do Havaí). Para quem gosta de soul music, está em alta a The Melali Band, formada por Jon Swift, Todd Hannigan e Rob Machado, que se apresentou no Brasil durante o festival Alma Surf, em junho de 2010.
. Continua.
O suco de açaí ainda é a bebida oficial dos surfistas, seja ele puro ou misturado com outras frutas, como laranja e banana (ótimo para evitar câimbras!).
. Festas
"Luau não existe mais. Sobrou uma fogueira aqui no fim de tarde, um violão ali na noite. Não se dança mais na praia, a areia ficou insegura por causa de assaltos. A balada mudou pra outro lugar", afirma Ucho. Hoje, os surfistas mais agitados preferem um show de reggae ou de música eletrônica e os tranquilos, uma reunião informal em casas de amigos para assistir a um bom filme de surf


                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário