Veja todas as fotos da Casa da Praia clicando nas imagens

♥ ALOHA PARA TODOS ♥!!!!
Aloha significa muito mais do que "alô" e "adeus" ou "amor", significa compartilhar (alo) com alegria (oha) da energia da vida (ha) no presente (alo)”.

Destaque - Imóveis de altíssimo padrão à Venda no Condomínio Costa Verde Tabatinga

sábado, 19 de setembro de 2009

NADAR NO MAR ??? - Locação para temporada Condomínio fechado alto padrão - Casa da Praia Tabatinga - Litoral Norte - SP.



"Braçadas em alto mar.
Que tal aproveitar as férias para aprender a nadar no mar? É relaxante e emagrece, mas só quem já sabe nadar na piscina − e muito bem − pode se arriscar. Se esse é o seu caso, umas braçadas no Atlântico só podem fazer bem.
"A diferença básica, naturalmente, é de paisagem", ensina o professor de Educação Física Ítalo Saldanha. "Na piscina, o espaço é fechado, a água é branda e não há ondas. No mar, temos maré, correnteza e a densidade da água é menor, o que ajuda a boiar".
A natação em águas abertas, ou "travessia, ficou tão popular que virou esporte pan-americano. Ano que vem, no Rio de Janeiro, a modalidade será disputada pela primeira vez desde a criação dos Jogos. Em 2008, a travessia fará sua estréia olímpica, em Pequim.
"Quem pratica a natação sabe o bem que faz. Iniciar ou terminar um dia com algumas braçadas. Em contato com a natureza, então, esses benefícios ficam ainda mais evidentes", conta o triatleta Vinícius Santana.
A travessia é um esporte aeróbico, tão completo quanto a natação tradicional - porém, no oceano, há mais trabalho de resistência e consumo de gordura. A técnica também não é exatamente a mesma para as duas modalidades, embora haja mais semelhanças do que diferenças. Para nadar no estilo crawl, por exemplo, o atleta de piscina respira para o lado. "No mar, se você fizer respiração lateral, vai acabar engolindo água por causa das marolas", avisa Ítalo. "O jeito é levantar a cabeça e olhar para a frente".
O mar é traiçoeiro
O expediente também ajuda o nadador a se orientar. Como no mar não há raias e na maioria das vezes não dá para ver o chão, a solução é adotar um ponto de referência fora d'água para evitar o ziguezague. "É necessário algum tempo para aprender a nadar em linha reta. Uma dica é mirar uma pedra do outro lado da praia", sugere Vinícius.
Outro detalhe: no mar não dá para pôr o pé no chão e nem para segurar na parede na hora do cansaço. Por isso, por mais expert que seja o nadador, ele jamais deve enfrentar uma travessia desacompanhado. Basta observar os atletas de alto rendimento: eles só nadam supervisionados por uma equipe, que inclui desde treinador até bote salva-vidas. "O mar é traiçoeiro", alerta Ítalo Saldanha.
Confira abaixo dicas para praticar a travessia com segurança:
Procure uma praia tranqüila, com salva-vidas e nade apenas quando o mar estiver calmo. Converse sobre as condições da praia e do mar para nadar.
Avise ao salva-vidas que você irá nadar.
Use uma touca de natação de cor forte, para que você seja visualizado facilmente.
Tenha cuidado com mau tempo.
Caminhe pela praia para visualizar bem marcos em terra (postos, por exemplo) e meça a distância que você irá percorrer.
Nadar sempre ao longo da praia e nunca em direção a alto mar.
Cuidado com cãibras e desidratação. Evite horário de sol muito forte.
Use protetor solar.
Faça um bom alongamento antes e depois de nadar e caminhe por uns 20 minutos para aquecer, antes de entrar no mar.
Entre devagar, molhando as partes do corpo lentamente. "
consulte tarifas para locação

Nenhum comentário:

Postar um comentário